Para refletir: algo mudou?


As crianças simplesmente não entendem a maior parte das coisas que a escola ensina, nem sabem por que devem aprender tais coisas e não outras.
A professora fala, fala, fala e os alunos escutam, cada um sentado no seu canto, sem saber muito bem o por quê.
Os exercícios escolares são, quase sempre, feitos em torno de problemas que não existem na vida real. Quando a professora faz uma pergunta, ela já sabe a resposta e só aceita como resposta certa isso que ela já sabe. A escola não ajuda os alunos a resolver problemas concretos, problemas que eles realmente entendam e para os quais estejam interessados em procurar a solução.
O modo como a escola ensina não ajuda o aluno a aprender a aprender. Ela não ensina o que fazer para reconhecer a existência de um problema, como procurar as soluções possíveis, escolher e testar a solução que parece melhor e verificar o resultado a que se chegou.
E, no entanto, é procurando resolver problemas concretos, é testando os resultados obtidos, que as pessoas aprendem coisas úteis e se convencem de que podem aprender sempre mais.

(Trecho de: CECON, Cláudius et al. A vida na escola e a escola na vida. 28. Ed. Petrópolis: vozes, 1994).

10411022_1021622854529747_1049915050719843976_n

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>